Tradutor

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Chelsea e a vingança de Michael Ballack.

Manuel Friedrich foi o goleador-surpresa que consumou a reviravolta do Bayer 04 Leverkusen frente ao Chelsea FC, com os alemães a terminarem com a invencibilidade da equipa de André Villas-Boas no Grupo E e a garantirem a passagem aos oitavos-de-final.


O imponente defesa-central marcou um golo de cabeça nos instantes finais do período de compensação e deixou o clube alemão no primeiro lugar do grupo. Didier Drogba colocou o Chelsea em vantagem aos três minutos do segundo tempo, mas Eren Derdiyok, que estava em campo há dois minutos, empatou a 17 minutos do final. A última palavra pertenceu a Friedrich.

A equipa de Robin Dutt está a passar por um bom momento de forma e quer terminar a participação na fase de grupos com um triunfo sobre o "lanterna-vermelha" KRC Genk, enquanto o Chelsea é obrigado a vencer o Valencia CF, que conseguiu uma goleada de 7-0 na quinta jornada, para poder acompanhar os alemães na passagem à fase seguinte.


O Chelsea tinha empatado os dois jogos disputados fora de casa antes da deslocação à Alemanha, mas não precisou de muito tempo para se sentir em casa, contando com os portugueses Raul Meireles e Bosingwa a titulares. Drogba rematou ao lado na primeira situação de perigo, antes de Ramires lançar Daniel Sturridge pela direita, mas Bernd Leno segurou o cruzamento, quando já tinha Drogba por perto.


Enquanto as trocas de bola dos visitantes não originavam grandes oportunidades, o Leverkusen conseguia criar perigo nas poucas vezes que subia ao ataque. A equipa da casa esteve perto de inaugurar o marcador através de um antigo jogador do Chelsea. Michael Ballack usou a sua excelente elevação para rematar à trave na sequência de um pontapé de canto de Gonzalo Castro, numa jogada em que Petr Čech parecia batido.


Leno também nada pôde fazer quando Drogba acorreu a um passe em profundidade de Sturridge. O costa-marfinense contornou o guarda-redes do Leverkusen, mas desequilibrou-se e perdeu ângulo de remate, levando a bola a passar por cima da baliza. Sturridge criou muitos problemas à equipa da casa devido à sua capacidade de passe e o entendimento com Drogba foi decisiva para o Chelsea ganhar vantagem.


Drogba controlou brilhantemente um passe bombeado de Sturridge e evitou Friedrich, batendo Leno com um remate rasteiro. Čech realizou duas defesas espectaculares para negar o golo a Ballack e manter a vantagem dos visitantes. O guarda-redes defendeu um pontapé de bicicleta do alemão de 35 anos e, na sequência do canto, Čech ofereceu o corpo ao remate à queima-roupa do antigo colega de equipa.


Foi uma daquelas defesas que ganham jogos, mas desta vez o esforço de Čech foi em vão. Primeiro, Sidney Sam assistiu Derdiyok para o empate e, nos instantes finais do encontro, Friedrich subiu mais alto para desviar um pontapé de canto de Castro para a baliza e levou a BayArena ao delírio, colocando o Leverkusen na fase seguinte.


Continua o sofrimento do técnico Villas Boas, em rota decrescente, na equipa dos Blues.

2 comentários:

  1. O Vilas Boas que se cuide, pois a coisa está mesmo a ficar preta.

    ResponderEliminar
  2. Boas!

    Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

    Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

    http://davidjosepereira.blogspot.com/

    Saudosos cumprimentos!

    ResponderEliminar