Tradutor

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Ufa...foi por pouco André e o Chelsea.


Ufa…foi por pouco.

No final de mais uma emocionante partida do Boxing Day, André Villas Boas lá pode respirar fundo e recuperar novamente o seu sorriso, depois de ter apanhando mais um valente susto, já que mesmo no final do tempo de descontos concedidos pelo árbitro do encontro, Kevin Doyle, do Wolves, efetuou um excelente cabeceamento, que só não foi golo, que empataria novamente a partida, porque Peter Cech não o deixou, opondo-se ao lance de perigo, com uma extraordinária defesa.

Com esta defesa, ficaram assim garantidos a vitória e os 3 pontos para a equipa do Chelsea, que passou para a frente do marcador aos 89 minutos.
O golo da vitória do Chelsea, foi obtido por Frank Lampard, na concretização de uma jogada, qual ultimo suspiro da equipa na luta contra o relógio, quando a mesma já dava sinais de algum desnorte e pouca crença em mudar o rumo dos acontecimentos, a favor dos blues.

Garante assim o Chelsea os 3 pontos, numa partida em que fez uma exibição bem melhor, corajosa, e mais conseguida, do que aquelas que vinha fazendo nas partidas anteriores, sendo esta a primeira vitória em 5 partidas disputadas.

A partida até estava a correr bem para o Chelsea, já que após o reatamento do jogo após o intervalo, mais propriamente aos 57 minutos, o Chelsea colocou-se em vantagem, através de Ramirez. Só que o Wolves, nunca desistiu e nem se entregou, continuando a visar a baliza do Chelsea, nos seus contra-golpes.

Mais uma vez, nos momentos finais das partidas, a equipa do Chelsea que vem demonstrando graves quebras de concentração, deixou-se mais uma vez surpreender, agora num lance concretizado por Stephen Ward dos Wolves, que empatou a partida aos 84 minutos, ao ter aproveitado um cruzamento rasteiro do seu colega de equipa, Steven Fletcher, para bater o desamparado Peter Cech.

1 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar